quinta-feira, 1 de junho de 2017

Junho na História do Baixo Amazonas e Tapajós


01 – Frei André Noirhomme, OFM funda a Escola Paroquial São Francisco, em Óbidos, PA. No pouco tempo que trabalhou em Óbidos, este frade franciscano muito investiu na educação e na catequese das crianças (1911).
02 – Em reunião convocada por si, o médico Dr. Pedro Juvenal Cordeiro extingue a Comissão responsável pela construção de um Hospital para Santarém. Após prestação de contas o dinheiro que havia sido arrecadado (cerca de seis contos de réis) é repassado ao pároco Mons. Gabriel Thaubi, para auxiliar nas reformas da Matriz e da Capela de São Sebastião (1895).
03 – Frei Lino Vombommel, OFM é nomeado Bispo Titular de “Giunca de Bizacena” e Auxiliar do Bispo de Santarém. Até então o mesmo era Vice-Provincial da Província Franciscana da Imaculada Conceição e Assessor Nacional da Pastoral Nipo-Brasileira, residindo em São Paulo (1981).
04 – Falece Dom Frei João Floriano Loewenau, OFM. Nascido a 24 de maio de 1912 (este ano celebrou-se seu CENTENÁRIO, que passou esquecido por muitos de nós), Dom Floriano foi Bispo titular de Drivasto, quarto Prelado de Santarém e primeiro Prelado de Óbidos, que foi desmembrada de Santarém em 1957. Permaneceu como Bispo Prelado de Óbidos até 1973, indo, como Bispo Emérito, residir como Capelão do Hospital da Caridade em Florianópolis, SC, onde foi sepultado. Em 1986, seu corpo foi trasladado para Óbidos, onde recebeu sepultura na Catedral daquela Diocese (1979).
05 – Em resposta ao Governador e Capitão General do Maranhão e Grão Pará, o rei de Portugal ordena ao Comissário dos padres franciscanos da Província da Piedade, mande prover de padres a Missão que se encontra junto ao Forte, situada na foz do rio Trombetas (que deu origem à cidade de Óbidos). O referido comissário alegava que não tinha missionários tanto para esta como para as demais missões que estão sob os cuidados da dita Província. A desculpa não foi aceita pelo Rei que não somente ordenou o envio de missionários como ameaçou que no caso de não cumprimento de sua ordem as missões seriam confiadas à outra Ordem Religiosa (1715).
06 – Falece em Monte Alegre, vitima de acidente marítimo, Frei Othmar Rollman, OFM. Ele estava levando material para a construção de uma capela no interior. Foi por sua iniciativa que começou a funcionar a Escola do Santíssimo Sacramento, que após sua morte passou a se chamar Escola Frei Othmar (1963).
07 – Sob a direção de Mons. José Gregório Coelho são iniciadas as reformas na Igreja Matriz de Santarém. No dia anterior (06 de junho) os objetos sacros da Matriz foram transferidos para a casa de João Costa Pereira que serviu de Matriz durante as reformas na Igreja paroquial de Santarém (1876).
08 – Circula em Santarém o primeiro número do jornal O MOMENTO. Possuía a direção dos jovens Arbelo e Elpenor Campos Guimarães. O corpo de redatores deste jornal contou ainda com a participação de Augusto Pessoa Montenegro, Antonieta Dolores Teixeira, Cronge da Silveira e do advogado Ezeriel Mônico de Mattos (1935).
09 – Por meio da Lei Estadual Nº 174, desta data, o Governo do Estado do Pará eleva à categoria de Vila, com a denominação de Oriximiná, a antiga povoação de Uruá-tapera, às margens do rio Trombetas (1894).
10 – Depois de ter retomado a condição de Vila (que havia sido cassada em 1833 e lhe foi devolvida em 1848), Alenquer é elevada, pela Lei Nº 1050, à categoria de Cidade. Neste mesmo dia, o Governo Provincial, por meio de portaria, divide o distrito de Itaituba em dois distritos policiais (1881).
11 – Falece na Batalha do Riachuelo (Guerra do Paraguai) o santareno, primeiro tenente da Armada, Joaquim Xavier de Oliveira Pimentel. É mais um dos santarenos que deram a vida pela pátria e que se encontra esquecido da história, inclusive da sua terra que até hoje não tem nenhuma homenagem póstuma à sua memória (1865).
12 – Encerramento da primeira semana de Estudos para o Clero da Prelazia, sob a orientação de Frei Guilherme Baraúna, OFM, perito do Concílio Vaticano II. O encontro teve início no dia 07 de junho e aconteceu por iniciativa de Dom Tiago Ryan, realizando-se no Seminário São Pio X (1965).
13 – Inauguração da Igreja Matriz de Santo Antônio, em Belterra. Essa primitiva Matriz foi construída em madeira pelos primeiros frades americanos no Tapajós, no mesmo padrão das casas da Companhia Ford. Posteriormente foi demolida e em seu lugar construída a atual Matriz de Santo Antônio que se localiza na Estrada 01 daquele município (1946).
14 – O Cônego Irineu Rebouças funda em Santarém o Apostolado de Oração da Matriz de Nossa Senhora da Conceição, uma das mais antigas confrarias leigas em funcionamento até os dias de hoje (1901).
15 – Com a passagem do navio a vapor peruano “Morona” pela fortaleza da cidade de Óbidos, fazendo-se cordial saudação com salva de tiros entre a embarcação e a fortaleza, põe-se fim a “Questão Peruana”, uma crise diplomática entre o Brasil e o Peru, sobre a navegação no rio Amazonas (1863).
16 – Falece em Santarém, com fama de santidade, Frei Bernardino Wannenmacher, OFM. Entre outros fatos de sua vida dois são bastante comentados pela historiografia: Ele tinha o costume de sempre rezar às 15h diante da imagem do Crucificado (doado por von Martius), onde várias pessoas o viam “flutuando no ar”. Ao ir da Catedral para o Convento (ou vice-versa) sempre distribuía pão (ou doces) para a garotada, que mesmo sendo em grande quantidade nunca ficavam de mãos vazias (seria a multiplicação dos pães?). Frei Bernardino está sepultado em Santarém, no cemitério São João Batista (1936).
17 – Em sua viagem científica pelo rio Tapajós, deixa a Vila de Alter do Chão, em direção ao rio Cupary, o naturalista inglês Henry Walter Bates (1852).
18 – Nasce no Rio Grande do Sul, na cidade de Santa Maria, o Padre Silvio Coppetti, CSSR. Em Santarém ajudou como vigário na comunidade de Nossa Senhora das Graças e foi capelão do 8º BEC (1912).
19 – Após uma reforma para adaptações necessárias ao prédio é reinaugurado oficialmente o “Centro de Treinamento Emaús”, que anteriormente pertencia a Congregação dos Irmãos de Santa Cruz (1976).
20 – Eclode em Santarém a epidemia de “cólera morbus”. Na noite desse mesmo dia, iniciam-se, na Igreja Matriz, as preces públicas para a proteção contra a “peste” que, infelizmente, levaria muitos santarenos para o túmulo (1855).
21 – Por iniciativa de Frei Vianney Müller é iniciada a reforma da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição que descaracterizou completamente o templo (1965).
22 – O padre João Felipe Bettendorf e o irmão Sebastião Teixeira, missionários Jesuítas chegam a aldeia dos índios Tapajós e cumprindo as ordens do padre Antônio Vieira, superior das Missões Jesuítas no Grão Pará e Maranhão, funda a Missão de Nossa Senhora da Conceição dos índios Tapajós, hoje cidade de Santarém (1661).
23 – Falece na Aldeia dos Tapajós o Padre Antônio Gomes, SJ, em decorrência do golpe de espada feito pelo cabo Francisco Soeiro de Vilhena, que atentou contra o missionário pelo mesmo se recusar a oferecer índios da Missão dos Tapajós para a tropa de resgate do referido cabo. Padre Antônio Gomes é o primeiro mártir de Santarém e foi sepultado na Igreja da Missão (1706).
24 – É lançada a Pedra Fundamental de uma nova residência para os frades de Santarém, localizado na Avenida São Sebastião. A planta original, bem como o projeto de construção, ficou a cargo de Frei Bernardo Erckmann. A construção do Convento contou com o apoio financeiro do Cônego Secundo Bruzzo, Madre Maria Imaculada e dos frades das casas de Monte Alegre e Óbidos (1916).
25 – Chegam a Santarém, provenientes dos Estados Unidos da América os quatro primeiros franciscanos oriundos da Província do Sagrado Coração de Jesus: Frei Tiago Ryan, Frei Tadeu Prost, Frei Junípero Freitag e Frei Severino Nelles (1945).
26 – Ordenação Presbiteral do Padre Jaime Barbosa Sidônio, em Belém, por Dom Frei Alano Pena, OP. Falecido no ano passado, em Belém, Pe. Jaime Sidônio foi reitor do Seminário São Pio X e Vigário Geral da Diocese de Santarém (1975).
27 – O Juiz de Paz de Santarém pede a todos os Distritos do Baixo Amazonas que se conserve a paz e a união fraternal com os portugueses que se naturalizaram brasileiros (1831).
28 – Nasce em Lippstadt, Alemanha, Dom Frei Eduardo Herberhold, OFM, filho de Henrique Herberhold e Teresa Utzel Herberhold. Conhecido como o “Bispo do Adoremus”, foi Bispo Auxiliar de Santarém e depois Bispo de Ilhéus, BA, onde existe um movimento para instaurar o processo de sua canonização (1872).
29 – A “Sociedade dos Pescadores” (segundo o jornal “O Mariano”, a Colônia Z-24) promove a PRIMEIRA procissão fluvial em honra a são Pedro pelas águas do rio Tapajós. A festa ao santo já existia antes, mas a tradicional procissão começou somente a partir desta data. Posteriormente a Z-24 passou a ser Z-20 (1937).

30 – Por meio da Lei Nº 29, é criada pelo Governador Lauro Sodré, a Comarca de Faro, sendo nomeado o seu primeiro Juiz de Direito o Dr. Gaspar Vicente da Costa, que a instalou no dia 24 de dezembro do mesmo ano e que nela seria titular até 1902, ano em que faleceu (1892).

Um comentário: