sábado, 22 de junho de 2019

Uma Santarém melhor para os santarenos ou santarenos melhores para Santarém?



Já tivemos longas e alvas praias, na frente da cidade, onde se banhavam curumins e cunhantãs, onde as borboletas de várias cores impressionavam viajantes, onde se pescavam pirarucus, peixe-bois e se colhiam ovos de tartarugas.
Já tivemos lindas ruas, mesmo de chão batido, mas limpas, impecáveis, de calçadas niveladas, onde antigas casas ostentavam seus azulejos ou aconchegantes fachadas com amplas portas e janelas, que podiam ser mantidas abertas, sem medo que o alheio “fizesse a festa”. Tivemos até um "Castelo" com suas linhas arquitetônicas que fizeram Mário de Andrade comparar Santarém à italiana Veneza...
Já tivemos indígenas que aqui moravam, fazendo o Sairé no bairro da Aldeia, pintando cuias, fazendo redes, artesanato em palha, que encantavam viajantes e turistas alguns artefatos desses que podiam ser vistos no velho Mercado, limpo, ordeiro, faceiro, onde as pessoas compravam tracajás e talhos de carnes de caça, bichinhos feitos de borracha (látex).
Já tivemos são João com fogueiras, pássaros, boi-bumbá, quadrilhas, onde as famílias repartiam (isso mesmo, não era vendido) milho cozido, munguzá, tacacá, tarubá, etc. Isso, sem contar as piracaias, na praia do Trapiche, na Coroa de Areia, onde o peixe assado acompanhava modinhas de violão para a donzela amada ou a lua cheia que brilhava.
Já tivemos cientistas ilustres (Spix, Martius, Spruce, Bates, Wallace, etc), que nos brindaram não somente com sua presença, mas com registros encantadores sobre nossa flora e fauna, sobre a beleza de nossos lagos (Mapiri, Maicá, etc) e a riqueza cultural de nosso povo.
Olhar para o passado, nos faz pensar: que Santarém queremos deixar para o futuro? Será que nossos descendentes poderão se vangloriar de nós? Ou melhor, que Santarém eles terão?
Nestes dias que antecedem a data da fundação da Missão Religiosa entre os indígenas, marco da presença de posse colonial portuguesa desta região, pensemos como aquelas belezas do passado não tão distantes assim, já não são mais as belezas que temos, se perderam, em um piscar de olhos, no tempo e no espaço, ficando apenas na memória de alguns poucos teimosos...
Hoje, podemos nos perguntar, o que é Santarém? Uma cidade? Um lugar? O rio, a mata, a praia, a cultura? Talvez tudo isso... Mas isso não teria nenhum sentido se não pensarmos que Santarém também somos todos nós. O que faz a beleza de Santarém são os santarenos. O que faz a cultura rica de Santarém são os santarenos. O que faz esta terra encantadora, são os santarenos que cuidam de seus encantos...
Sendo assim, se quisermos uma Santarém melhor, precisamos de santarenos melhores...
Precisamos de santarenos que tem autoridade para governar não somente para seu partido político ou para seu grupinho, mas governar servindo a todos e pensando no bem de todos...
Mas, não basta apenas reclamar da gestão pública, se temos santarenos que jogam lixo nas ruas, que descartam lixo nos rios e nas praias, que não cuidam da limpeza na frente e no quintal de suas casas, que não acolhem bem aos turistas, que “furam” fila, que avançam no sinal vermelho, que não ajudam o próximo, que não respeitam os outros.
Precisamos de santarenos melhores, que exijam seus direitos, mas que também cumpram com seus deveres. Quem faz uma Santarém melhor, senão santarenos que sejam bons, que façam o bem para si e para todos os que vivem em Santarém?
Que possamos olhar para o futuro, com gratidão ao passado. Mas que usemos o presente para fazermos de Santarém uma terra melhora para os santarenos que aqui nasceram, que aqui vieram, que aqui trabalham, que aqui moram e que aqui vivem a esperança de melhores dias, a fé no Criador de tão grandes belezas e o amor pela maior riqueza de Santarém: o seu próprio povo.
Parabéns Santarém!

Santarém, 22 de junho de 2019.
Pe. Sidney Augusto Canto

NOTA: Foto de Santarém em 1935, do acervo de Ignácio Ubirajara Bentes de Sousa Neto.

segunda-feira, 17 de junho de 2019

A última viagem de Hélcio Amaral



Conheci melhor o Hélcio quando eu, aluno da professora Rosinete, frequentava sua casa. Ele logo me acolheu bem, e logo fomos conversando sobre Óbidos e sobre nossas famílias (um irmão do Hélcio, o Renato, é casado com a irmã de minha mãe, Auxiliadora).
Desde então, não me recordo de nenhum encontro com Hélcio Amaral em que ele não tocasse, de alguma forma, de sua querida Óbidos. Fosse nas visitas que lhe fazia em sua casa (onde ele sempre me mostrava seu acervo, um tesouro histórico de grande valor), ou nos encontros que a vida nos proporcionava fora.
Em uma dessas visitas mais recentes, conversamos sobre seu novo livro. Hélcio gostava muito de escrever e também de ler. Ele era um dos meu leitores assíduos.
Hoje, ele parte em sua última viagem. Aquela viagem definitiva que todos nós faremos um dia. Voltar para casa. Não para as casas que construímos, mas a casa que o Pai Celestial constrói para cada um de nós. Boa viagem Hélcio. Um dia a gente se encontra na verdadeira paz!

NOTA: A foto que ilustra este texto, faz parte do acervo do professor Antônio Pereira, é da época em que Hélcio foi vereador em Santarém.

segunda-feira, 10 de junho de 2019

O aniversário de 10 anos da Escola Frei Othmar


A escola Frei Othmar completou, dia 24 de outubro, dez anos de funcionamento, fazendo cumprir, naquela data, uma programação especial. Houve desfile, cantos e poesias, além de um coquetel para os pais dos alunos. A escola possui um contingente de mil setecentos e vinte alunos e cinquenta e dois professores. Sua atual diretora é a professora Benedita Pereira Brasil e o nome da escola é uma homenagem ao seu fundador. 

Discos voadores no Lago Grande de Curuai – 1979


Moradores da região de Lago Grande, Urucurituba e outras, continuam denunciando a perseguição que estão sofrendo por um objeto luminoso desconhecido. Em alguns pontos, o estranho objeto persegue lavradores, apaga lamparinas e espanta crianças. Em alguns lugares já não se pode pescar à noite. As populações das áreas atingidas estão apavoradas com o fato. 

Programação Nipônica em Santarém – 1979


A Colônia Japonesa, radicada no Baixo Amazonas, em conjunto com a Prefeitura Municipal de Santarém, comemorou ontem, dia 27 de outubro, o 50º aniversário da imigração japonesa na Amazônia. A programação constou de torneio de beisebol no campo do Norte Clube, palestra do prefeito pela Rádio Rural e, na sede do Cearense Atlético Clube, às 20:00 horas, foi realizada uma sessão solene em homenagem aos primeiros imigrantes, apresentação de “Danças Folclóricas Japonesas” e coquetel aos convidados. 

Denúncia de Comandante do 8º BEC contra Dom Tiago Ryan


Durante a visita do Governador Alacid Nunes ao comando do 8º BEC – Batalhão de Engenharia e Construção, o comandante, coronel Aldo Rangel, fez uma explanação a respeito das atividades do Batalhão, inclusive no que diz respeito à segurança da área.
Em meio à sua palestra para Alacid e comitiva, Aldo Rangel acusou veladamente a infiltração estrangeira nesta região, dirigindo-se principalmente ao bispo da Prelazia de Santarém, Dom Tiago Ryan, que é americano.

Momento Poético: “ET EXALTAVIT HUMILES”


Por Pe. Manuel Rebouças Albuquerque

“Meu Deus, por vosso amor, por vossa glória,
– (Falou Maria) – eu quero ser pequena,
Folhinha branca de uma linda história,
Como é branca a alma branca da açucena!...

Ninguém me gurde em nichos da memória,
Ninguém cante o meu nome em leda avena;
E como sombra e luz, toda incorpórea,
Minha ausência a ninguém se mude em pena...”

sábado, 8 de junho de 2019

Seminário São Pio X na década de 1960


Grupo de indígenas Mundurucu na década de 1950


Celebração na Escola Santo Antônio em Mojuí dos Campos


A Portaria das Pipas, da Bola e das Bombas – 1969


Em 09 de junho de 1969, o delegado de Polícia, o 1º Tenente Mário de Holanda Neves, por meio de uma única Portaria, proíbe as crianças e jovens de empinar papagaios (pipas), por conta do risco que esses representam para a rede elétrica; também proíbe que se jogue bola nas ruas da cidade e, por fim, também proíbe o uso de “bombas” para pescaria. Vale ressaltar que tal portaria não foi, ao que se sabe, posteriormente revogada.

A suspensão de voos para Santarém em 1969


Nesta hora em que se fala em valorizar a Amazônia, para integra-la ao resto do Brasil, ao qual ela também pertence; quando falamos já em elevar Santarém à capital do futuro Estado do Tapajós ou do Baixo Amazonas, surge assim como que por encanto uma determinação que não podemos recebe-la sem revolta, nem deixar de taxa-la de criminosa.

A questão da falta da carne em Santarém – 1969


Já há bastante tempo Santarém não sentia crise que vem sofrendo ultimamente quando a carne passou a escassear no mercado. Não sabemos a que atribuir esse fenômeno, mas o certo é que o principal produto da nossa alimentação está faltando e quem não sair do leito de madrugada para enfrentar uma fila não consegue levar para casa um pedaço de CARNE TRASEIRA para o almoço.

O Problema do Plantão de Farmácias em Santarém – 1969


Não é de hoje que a população exige, e se assim o faz é porque sente a necessidade, pois o problema não é dos dias atuais, tanto que a Câmara de Vereadores, em tempos que já vão longe (quando ela funcionava), aprovou uma lei com a finalidade de resolve-lo; entretanto, àquela altura dos acontecimentos, como tudo era na base do deixa para mais tarde, o tempo foi-se passando, o povo sofrendo a necessidade, e o problema não foi resolvido. Alegavam as pessoas que deviam solucionar a questão que a falta de luz e a segurança advinda desse fato não permitia que cumprissem o que determinava a lei, de forma que nem ao menos chegou a ser regulamentada a fim de que pudesse ser exigida a sua observância.

O Grupo de Estudos de Teatro Amador em Santarém – 1979


O Grupo de Estudos de Teatro Amador (GETA), primeiro grupo de teatro formado em Santarém, estreiará dia 17 de junho com a peça intitulada “Angélica”. É uma peça infantil escrita por Lígia Bujunga. O grupo está sendo dirigido pelo dr. Osvaldo Freitas, do Cena Aberta, em Belém. O grupo está formado pelas seguintes pessoas: Meive Favoron, Antônio Inácio Sena, Nazaré Bentes, Maria Edna Pelissari, Marilene Barroso, Domingos Djalma e Luiz Antônio. 

Oriximiná inaugura seu hospital – 1979


Com trinta leitos, sala de cirurgia, sala de parto e dotado dos melhores requisitos técnicos, será inaugurado no dia 01 de junho o Hospital da Fundação SESP da cidade de Oriximiná. A nova unidade hospitalar oriximinaense será servida por três médicos, uma enfermeira e um corpo de setenta e cinco auxiliares. No ato inaugural estarão presentes: dr. Antônio Gonçalves de Lima, diretor regional da Fundação SESP e dr. Abel Tenório, coordenador do Setor de Saúde da Presidência do órgão. 

As obras da ASAT em 1979


As obras do Abrigo dos Tuberculosos que está sendo construído pela Associação Santarena de Assistência aos Tuberculosos vão saindo a passos de cágado, somente com ajuda da população. Muito embora já se tenha feito alguma manifestação a respeito, até hoje nenhuma autoridade disse alguma coisa, como se essa obra meritória não fosse uma obrigação de todos.

A comemoração dos 150 anos da Câmara Municipal de Santarém


Nos festejos dos 150 anos de atividades da Câmara Municipal de Santarém, o professor Gaspar Erick Stemmer, reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, recebeu das mãos do prefeito Antônio Guerreiro Guimarães, o título de Cidadão de Santarém, pelos inúmeros serviços prestados à cidade e à região. O prof. Gaspar mostrou-se sensibilizado com a honra prestada pelo Legislativo, dizendo que, embora já tivesse recebido várias homenagens, a de Cidadão Santareno foi a que mais marcou a sua vida, por ter sido feita no extremo norte do país e ter repercussão no Estado de Santa Catarina.

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Criação da Assessoria Legislativa – 1969


Com o fechamento compulsório do Poder Legislativo de Santarém, foi criada uma Assessoria Legislativa para cuidar dessa importante parte, sobre a qual repousa a segurança dos governos democráticos e acreditamos que a comissão encarregada desse importante setor, tudo fará para ajudar a administração do capitão Elmano que muito promete fazer por nossa terra, dentro do seu plano administrativo. 

A presença do Interventor no interior de Santarém – 1969


Sem ausentar-se da frente dos destinos do nosso município, na sede da Prefeitura Municipal, onde atende diariamente, durante os dias úteis, s. exa. o capitão Elmano Moura Melo, Interventor Federal em nosso município, tem visitado diversas regiões do nosso interior, a fim de sentir de perto as necessidades da população e providenciar a solução dos problemas que mais lhe afligem. 

terça-feira, 4 de junho de 2019

Industrias e Industriais entre 1973 e 1979


Em 1973, quando foram iniciadas as primeiras obras de infraestrutura urbana em Santarém, o ministro Reis Velloso, do Planejamento, juntamente com o ministro Costa Cavalcante, do Interior, trouxeram a Santarém importantes homens de negócios do Centro-Sul do País, de tal peso que um dos acompanhantes observou “se cair um destes aviões, a metade da economia do País ficará sem seus principais executivos”. De fato, lá estavam executivos principais de grandes empresas. Dessa visita, ao que se tem conhecimento, serviu apenas os empresários observarem as obras que estavam sendo realizadas. De positivo muito pouco restou da euforia desenvolvimentista daqueles anos. 

Sete notícias de outros meses de junho...

1872 – Por portaria da Presidência da Província do Pará, de 07 de junho, ouvida a proposta do Conselho de Instrução Pública, foram criadas as escolas de ensino primário do sexo feminino nas freguesias de: Almeirim, Boim, Aveiros, Alter do Chão e Juruty.

1918 – No dia 11 de junho, aproveitando as comemorações em memória da Batalha Naval de Riachuelo, o capitão de fragata Mello Pina, Capitão dos Portos do Pará, faz a inauguração da Delegacia da Capitania dos Portos em Santarém.

1935 – No dia 08 de junho a cidade de Santarém vê nascer um novo jornal impresso, denominado “O MOMENTO”, semanário independente, político e noticioso (vide foto abaixo), que veio à luz sob a direção de Augusto Montenegro. As oficinas do “O Momento” ficavam na Rua João Pessoa, 12 (atual Lameira Bitencourt).


1937 – Realiza-se, na tarde do dia 06 de junho, um quadrangular esportivo no estádio do Colégio São Francisco (depois Estádio Elinaldo Barbosa). O primeiro jogo foi entre “Club Mariano” e “União Commercial Sport Club”, ganhando o Mariano por 1X0, sendo árbitro da partida o sr. Manoel Maria Gentil. O segundo jogo aconteceu entre “São Francisco Sport Club” e “Independência Sport Club”, saindo vencedor o São Francisco por 4X0, tendo como árbitro o sr. Alberico Nóvoa. Por fim, jogaram “São Francisco Sport Club” e “Club Mariano”, ganhando o São Francisco por 2X0, sendo árbitro da partida o sr. Manoel Maria Gentil.

1949 – Em sessão cívica no Theatro Victoria, em Santarém, é comemorado, a 02 de junho, o aniversário de nascimento de Magalhães Barata. A sessão foi presidida por Ismael de Araújo, tendo ao seu lado, na mesa, o prefeito de Santarém Aderbal Corrêa (que também foi homenageado) e o vice-prefeito Pedro Gentil. Usaram da palavra, fazendo homenagem a Barata, a senhorita Joana Monteiro e os senhores José Gondim e Elias Ribeiro Pinto, estes dois últimos, destacados elementos do PSD local.

1951 – O prefeito de Santarém, Santino Sirotheau Corrêa, com a coadjuvação do sr. Waldemar Tapajós, gerente local do Banco do Brasil, anunciam o projeto de implantação de 200 aparelhos e linhas telefônicas na cidade de Santarém.

1972 – No dia 09 de junho, é inaugurado na Faculdade Fluminense de Veterinária, um busto em homenagem ao cientista santareno, dr. Américo de Souza Braga, por ocasião da passagem do 25º aniversário de seu falecimento. 

quarta-feira, 29 de maio de 2019

Inauguração da biblioteca do Colégio Álvaro Adolfo


Com a presença do prefeito Antônio Guerreiro e de outras autoridades do município e um grande número de alunos do Colégio, foi inaugurada no último dia 10 de agosto, a biblioteca “Prof. Francisco Pereira”, como parte dos festejos ao dia do estudante. À solenidade também se fez presente o professor Francisco Pereira, ex-diretor do educandário, que foi homenageado com a denominação da biblioteca, em decorrência dos serviços prestados à educação santarena, tendo sido diretor do Álvaro Adolfo durante 14 longos anos.

A Associação dos Contabilistas de Santarém


Em sessão solene realizada na semana passada, na sede da Associação Comercial de Santarém, a Associação Profissional dos Contabilistas de Santarém deu posse à sua primeira diretoria para o período 79/80, ficando assim constituída: Diretoria – Presidente, José Ronei Amaral; Suplente, Clóvis Pereira Bandeira; Secratário, Edson Antônio Serique; Suplente, Reinaldo F. Araújo. Conselho Fiscal – Membros: José Joaquim Sarmento da Silva, Raimundo Arynos Pereira e César Medina do Amaral e suplentes: José Hiron Machado, Lucena Ilda Imbiriba e José Vargas Porto.

O Curso de Educadores no ano de 1979


Para participarem do Curso Integrado de Atualização de orientadores educacionais, Supervisores Pedagógicos e Diretores e Vice-diretores de Estabelecimentos de Ensino de 2º Grau, deverão viajar para a capital do Estado a profª. Nely de Sousa Sirotheau Corrêa e os professores Raimundo Navarro dos Santos e Ivan Carlos Sadeck, diretora e vice-diretores do Colégio Estadual de 2º Grau “Álvaro Adolfo da Silveira”.

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Coroação de Nossa Senhora em Óbidos


Escola do Rotary em Santarém


Alunas da Escola Santa Maria Goreti em Santarém


A primeira Bandeira e Escudo de Santarém – 1969


Uma das primeiras providências, entre tantas outras tomadas pelo Capitão Interventor, foi cuidar da criação dos símbolos do município e para isso encarregou os rapazes do Tiro de Guerra de fazerem a elaboração do projeto da bandeira e do escudo.
O trabalho foi desenvolvido com regular rapidez, e logo foi aprovado, de forma que é bem possível os santarenos terem a oportunidade de verem, por ocasião do desfile do dia 1º de maio, o pendão municipal ser conduzido por algumas das representações que irão tomar parte naquela grande manifestação de civismo do povo santareno.

Os primeiros cursos do SENAC em Santarém


Segundo informações prestadas por pessoas enviadas à nossa cidade para fazer a inscrição dos interessados, o SENAC, trazendo sua contribuição ao desenvolvimento do nosso comércio, vem de planejar um curso de aperfeiçoamento da técnica de venda para os empregados no comércio, o qual terá início no mês de junho, nas dependências da Associação Comercial, ocasião em que os auxiliares de comércio já inscritos terão oportunidade de aprenderem a técnica de venda, decoração e caixa. 

domingo, 26 de maio de 2019

O Mês Mariano em Santarém – 1969


Aprestam-se os católicos santarenses para, num surto de fé, ir levar suas homenagens à Maria Santíssima, a misericordiosa Mãe dos pecadores.
Como sucede todos os anos, ao chegar o dia 1º de maio, abrir-se-á o majestoso templo, que é a nossa vetusta Catedral, para receber a grande vaga de fiéis que, contritos, sequiosos da graça divina, irão cultuar a Virgem Senhora.
À noite desse dia será rezada a primeira ladainha votiva à Maria.

Uma atitude do Interventor Federal em Santarém – 1969


Merece realmente o mais vivo aplauso essa medida que vem de ser tomada pela Prefeitura. Um movimento geral de simpatia a tem envolvido e acompanhado.
E, como se trata do interesse das classes mais desfavorecidas da fortuna, é-nos sumamente grato este registro.
Ao espírito empreendedor e adiantado do ilustre capitão Interventor Elmano de Moura Melo, atualmente na gestão de nossos negócios municipais, não escapou a necessidade de pôr quanto antes um paradeiro ao abuso que se vinha praticando no comércio de certos viveres.

Santarém vista do Morro da Fortaleza


Grupo de Irmãos de Santa Cruz em Santarém


Escola São Francisco na década de 1960


Alguns problemas de Itaituba em 1979


A curto prazo não se pode solucionar o caso dos cabarés localizados em meio a residências familiares. O grande fluxo de mulheres de vida livre chegando diariamente de outras cidades vizinhas, atraídas pelo ouro é marcante. Outro fator de real importância é o caso da falta de luz diariamente. Segundo se apurou no encontro do Conselho de Desenvolvimento de Itaituba, a Celpa todo o dia tem que fazer o rodízio dos geradores, deixando a cidade no escuro ou na iminência de parar. O pior é que no fim do mês o consumidor paga a mesma taxa, como se tivesse consumido a energia normalmente. 

Formação na Prelazia de Óbidos em 1979


No período de 22 de setembro a 04 de outubro, será realizada a primeira etapa de base do Curso de Formação de Comunidade, promovido pela Prelazia, reunindo representantes das paróquias de Óbidos, Alenquer, Juruti, Faro e Oriximiná. O encontro será realizado no Centro de Treinamento Bom Jesus e ministrado pelo padre Primo e irmã Téa, da paróquia de Abaetetuba, auxiliado pelo diácono Geraldo e os catequistas Jorge Canuto, Edvaldo, Nilson e Izonina. 

A visita de Alacid Nunes a Monte Alegre – 1979


A visita programada pelo Governador Alacid Nunes, neste fim de mês a Monte Alegre, é constituída de certa dose de otimismo pelo povo da “Terra dos Mirantes”, pois o governador pretende nesta data inaugurar os dois reservatórios de água concluídos em sua administração.

O dia do Agricultor em Monte Alegre – 1979


O dia do Agricultor será homenageado em Monte Alegre com uma vasta programação elaborada pelo Escritório Regional da Emater-PA, Pic-INCRA, Cooperativa Integral de Reforma Agrária e Prefeitura Municipal.
A programação está sendo elaborada pela dra. Edna Nóbrega, chefa local da Emater e Maria Auxiliadora de Melo, chefa do PIC-MA.

Reunião na sede do São Raimundo Esporte Clube


Hospital da Fundação SESP em Santarém


Grupo de alunos do Colégio Rodrigues dos Santos


sábado, 25 de maio de 2019

O Desfile Cívico do dia do Trabalho – 1969


De acordo com os entendimentos mantidos nas diversas reuniões já realizadas para estudar o assunto, ficou estabelecido que todos os Colégios Secundaristas de Santarém estarão integrados no grande desfile de Primeiro de Maio, juntamente com os efetivos militares que aqui estarão, naquela data. A ordem da parada está assim estabelecida: um Colégio Estadual abrirá o cortejo e outro fecha-lo-á, na seguinte ordem: “Álvaro Adolfo da Silveira”, “Dom Amando”, “Santa Clara”, “São Raimundo”, “Ginásio Batista”, “Seminário São Pio X” e “Colégio Rodrigues dos Santos” encerrando o préstito dos estudantes. 

Recuperação da Praça Rodrigues dos Santos – 1969


Segundo informações prestadas por s. exa. o Interventor Federal, antes de sua viagem para a Capital do Estado, ainda este mês a praça Rodrigues dos Santos receberá obras de recuperação, a fim de facilitar o estacionamento de veículos às proximidades do Mercado Municipal. De acordo com os cálculos de s. exa. e as informações prestadas pelo chefe da firma que executará o serviço de recuperação, o trabalho estará pronto até o fim do mês, ocasião em que haverá, naquele local a primeira festa folclórica de Santarém com exibição oficial dos diversos blocos juninos. 

A recuperação da Estrada do Igarapé-Açu – 1969


Cumprindo aquilo que ficou estabelecido quando de sua visita às colônias de Cucurunã, São Braz e Irurama, s. exa. o Interventor Federal está mandando recuperar o leito da estrada que liga aquelas colônias à sede do município, estando o serviço quase concluído. Essa providência tomada por parte do capitão Elmano vem trazer grande ajuda aos moradores da terra da boa farinha, facilitando mais o escoamento da sua produção. Com essa iniciativa s. exa. ficou sendo credor da simpatia daquela gente simples e boa que sabe agradecer aquilo que recebe dos seus benfeitores. 

Uma visita de Alacid Nunes a Santarém – 1969


De acordo com informações de fontes merecedoras de crédito, s. exa. o tenente coronel Alacid da Silva Nunes, iminente governador do nosso Estado, estará presente às solenidades do Dia Primeiro de Maio e posteriormente inaugurará o bloco residencial da Avenida Presidente Roosevelt, a Delegacia de Polícia e o Grupo Escolar da Prainha. S. Exa. aproveitará também sua estada entre nós para inspecionar as demais obras do Estado em andamento em nossa cidade, bem como as instalações do DER – PA, da CELPA, muito especialmente as obras de Curuá-Una. 

Domingo em família na praia da Vera Paz


Vista aérea do Seminário São Pio X


Missão Cururu na década de 1950


Missa no Seminário São Pio X


quarta-feira, 8 de maio de 2019

Chuva e erosão em Monte Alegre – 1982


Em tempo algum na história do município de Monte Alegre se tem notícia do fato de que houvesse chovido no município durante mais de uma semana ininterrupta. Esse fato aconteceu no mês de abril, quando durante 14 dias seguidos o município recebeu uma carga pluviométrica jamais registrada na história do município. Com isso, o nível das águas do rio Gurupatuba subiu assustadoramente, chegando a alagar por completo o velho trapiche da cidade.

Uma homenagem a Everaldo Martins


Uma homenagem muito justa será prestada ao falecido deputado estadual Everaldo de Souza Martins, por parte da Prefeitura Municipal de Santarém. Na escola que leva o nome do saudoso parlamentar santareno será erguido um busto em sua homenagem. A informação foi prestada ao JS pelo chefe de gabinete da prefeitura municipal, Antônio Pereira.

Sete notícias de outros meses de maio...


1827 – Nasce, a 17 de maio, nas margens do Lago de Juruti (atual Juruti Velho) o Conselheiro Romualdo Paes de Andrade, filho do capitão de milícias Romualdo de Souza Paes de Andrade e de dona Felisbella Maria de Souza. Foi juiz, desembargador e político, exercendo funções não somente no Pará, como também na Província do Amazonas.

1859 – Por meio de um ofício datado de 16 de maio, o presidente da Província do Pará, ordena ao comandante superior da Guarda Nacional em Santarém, que dispense os destacamentos de Santarém, Óbidos e Itaituba para que os mesmos possam acorrer aos seus sítios e fazendas e tentar salvar as mesmas da grande cheia que aflige a região do Baixo Amazonas.

1894 – No final do mês de maio deste ano, o Governo do Estado do Pará nomeia o capitão Ignacio Moreira da Rocha para reger, de forma interina, a Escola Elementar existente no Paraná de Baixo, no município de Óbidos.

1955 – No dia 05 de maio, visita a cidade de Santarém o candidato à presidência da República, Juscelino Kubitschek de Oliveira. Veio em companhia dos também políticos: Magalhães Barata, candidato ao Governo do Estado do Pará, e os deputados federais Lameira Bittencourt, Coaracy Nunes e Armando Corrêa.

1972 – Em Santarém, as comemorações do dia primeiro de maio, começaram com alvorada de fogos (apesar da chuva). A programação também constou de: gincana, sessão solene, competições esportivas e missa campal celebrada pelo bispo Dom Tiago Ryan.

1982 – A grande enchente dos rios da Amazônia, leva o prefeito de Santarém, Ronan Liberal, a decretar o “Estado de Emergência” em todo o município. A maior das perdas econômicas desse ano, em decorrência da enchente, foi com a produção de juta, na região da várzea da região.

1983 – Com a participação de cerca de 5.000 pessoas, uma procissão, seguida da santa missa (foto abaixo) presidida pelo padre verbita Atílio Zamim, SVD, é encerrada, na tarde do dia 13 de maio, a festividade de Nossa Senhora de Fátima, em Santarém.


terça-feira, 9 de abril de 2019

A “voz de ouro” de Santarém...



A história registra hoje o adeus a Edenmar da Costa Machado, popularmente conhecido como “Machadinho”.
Em 1942, ainda estudante do Colégio do Carmo, em Belém, foi convidado a vir para Santarém, compor o quadro de primeiros alunos do novo Ginásio Dom Amando (hoje Colégio Dom Amando).

Momento Poético: O Boêmio



NOTA: Poesia escrita pelo poeta Emir Bemerguy e dedicada ao cantor e seresteiro Edenmar da Costa Machado, o Machadinho, falecido hoje, 09 de abril de 2019, em Santarém.


segunda-feira, 8 de abril de 2019

O Governador Alacid Nunes e a primeira Feira Agropecuária


Numa prova incontestável da boa vontade de que está imbuído para com Santarém e seu povo, o tenente coronel Alacid Nunes, dedicado e operoso Governador do Estado, acaba de dar mais uma grande parcela de ajuda à realização da Feira Agropecuária do Baixo Amazonas, que terá lugar em Santarém na primeira quinzena de dezembro próximo. Trata-se da verba para a instalação de energia elétrica no parque da feira, cujas despesas alcançarão a soma de NCr$ 21.000,00 (vinte e um mil cruzeiros novos) e já foram autorizadas por s. exa. à direção das Centrais Elétricas do Pará.

Emplacamento de veículos em Santarém – 1969


Após dois anos que essa providência não era tomada, finalmente, no dia 11 de novembro corrente, vai ter início a operação de plaqueamento e selagem nos veículos de Santarém. Para tomar as providências iniciais, já se encontram entre nós os inspetores José de Arimatéia e Raimundo Riker, que durante a semana que hoje finda estiveram em intensas atividades preparando o terreno para a grande operação. No dia 11 estará chegando o dr. Ramiro Nobre, acompanhado do restante dos membros da comissão que durante dez ou quinze dias trabalhará intensamente para regularizar a situação dos veículos da cidade. 

O Regresso de Madre Epifânia – 1969


Para satisfação daqueles que já se habituaram a ver sua pessoa a grande amiga e colaboradora das grandes iniciativas de Santarém, acaba de regressar de Recife, onde esteve algum tempo, a Revda. Madre Epifânia Aureliano, Provincial da Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição. A Madre esteve afastada de Santarém por motivo de tratamento de sua saúde, regressou inteiramente recuperada e cheia de grande entusiasmo que a caracteriza.
O Jornal de Santarém apresenta à Grande Benemérita os votos de boas-vindas. 

Reparos e reclamações em Santarém – 1969


Do Bairro da Aldeia nos chegam reclamações, que vão com vistas a quem de direito.
Queixam-se os moradores daquele bairro contra o processo pouco decente e até anti-higiênico que usam algumas pessoas, qual seja o de despejar ao rio, sencerimoniosamente, dejeções e outras sujidades, impedindo assim que seja utilizado o precioso líquido.

Os novos motores da Celpa para Santarém – 1969


Com a presença de Mr. Lawrence Crawford, engenheiro eletromecânico da ALCO, entraram em funcionamento os novos motores da CELPA, que passaram a fornecer mais energia elétrica à nossa cidade, que conta agora com um potencial na ordem de 3.000 KWAs. 

Inauguração da pista do garimpo do Creporizinho


A pista para pouso de avião “tipo médio” construída em plena selva do Creporizinho (Alto Tapajós) pela firma gerenciada pelo dinâmico Epitácio Carvalho Brito, foi estreada domingo passado pelo Catalina PT-BGA, pilotado pelo capitão Raimundo Duarte Muniz, um dos pioneiros dos céus tapajônicos. 

sexta-feira, 5 de abril de 2019

Travessa Dom Amando na década de 1960


Celebração durante o “Encontro de Santarém” em 1972


Hospital “Henry Ford” em Belterra


Barco “Cor Jesu” na década de 1950


Atividades da FUNAI em Itaituba – 1979


Grande trabalho e que merece os nossos elogios, vem sendo desempenhado pelo nosso amigo Raimundo Nascimento e sua equipe, à frente da FUNAI, Ajudância de Itaituba.
Nascimento, que goza de grande prestígio entre seus funcionários e também das famílias indígenas, continua em sua arrancada de melhor assistir ao homem originário de épocas muito remotas (índio).

Invasões no DNER de Itaituba


Segundo informações procedentes do DNER, esse órgão público está encontrando dificuldades para deslocar da periferia de Miritituba, local de encosto da balsa marítima, pessoas que edificaram casas naquela parte de terra, pertencente ao referido órgão público. Alegam funcionários do DNER, que inclusive se torna perigoso aquele tipo de residência, pois pode haver qualquer dano que venha a ser causado em futuro, em prejuízo daquelas pessoas que ali, indevidamente edificaram residências.

Sobre o América Futebol Clube de Itaituba – 1979


O América Futebol Clube, agremiação de grande força no esporte local, e que vem atravessando uma fase bastante difícil nos dias atuais, promete uma total reestruturação em seus quadros, mais precisamente nos setores social e esportivo.
O recém-eleito presidente, Silvio Macêdo, já definiu as bases do clube para a sua gestão e, inclusive, já escolheu uma grande equipe para trabalhar ao seu lado, a fim de recolocarem o América em sua posição de destaque.

Notícias esportivas de Itaituba em 1979


Após haver sido eleita e empossada a nova equipe que dirigirá os destinos da coordenação de esportes de Itaituba para o biênio 1979/80, eis que a nova diretoria já começa a demonstrar seus primeiros trabalhos, visando a efetivação de um grande certame de futebol na presente temporada, tanto é que estão reestruturando os diversos setores daquele órgão.

quarta-feira, 3 de abril de 2019

Visitas do prefeito Everaldo Martins pelo interior – 1973


Após visitar Alter do Chão, onde tomou providências para o início da construção do Cais de Arrimo daquela vila, o dr. Everaldo de Souza Martins, Prefeito Municipal, seguiu para a localidade de Arapemã, onde presidiu a solenidade de inauguração da Escola Municipal construída pela sua administração.

Inaugurada, em Santarém, a sede da VIVENDA


Com a presença de diretores, de autoridades locais e grande número de convidados, a VIVENDA, empresa que se dedica ao ramo de poupança para construção de casas, dentro do plano habitacional do BNH, inaugurou suas instalações desta cidade, na esquina da Rua Floriano Peixoto com a Travessa dos Mártires.

Obras de infraestrutura em Santarém – 1973


Aos poucos, aquelas travessas que, por muito tempo, ficaram quase intransitáveis, dando origem até a chacotas pelos próprios filhos da terra, vão voltando aos dias de glórias, ficando restabelecidas para o tráfego.
Primeiro foi a Barjonas de Miranda e agora vem a Moraes Sarmento, cujas obras de implantação das galerias pluviais já chegaram à fase de conclusão e brevemente estará dando perfeitas condições para o tráfego de veículos.

Sete notícias de outros meses de abril...


1872 – Por volta das 3 horas da madrugada de 25 de abril, um tronco abre um buraco no casco do navio a vapor peruano “Cecília”, em frente da fazenda “Cacual-grande”, próximo à Santarém, levando o mesmo a tomar o rumo da costa para evitar o naufrágio. O navio seguia de Belém para Iquitos e era comandado pelo capitão Timotheo Smith, do exército peruano.

1892 – Em uma fuga da Cadeia Municipal de Santarém (atual Centro Cultural João Fona), os presos Manoel Ramos de Souza e José Antônio Ribeiro se evadiram por meio de um buraco aberto no telhado da prisão, na noite do dia 21 para 22 de abril. Uma diligencia policial os recapturou em Urubuquara (atual cidade de Prainha), no dia 27 do mesmo mês.

1897 – A Coletoria da cidade de Óbidos foi habilitada com a quantia de dois contos de réis para auxiliar o médico da cidade, dr. Américo Campos, a socorrer com isolamento e tratamento aos doentes afetados pela epidemia de varíola que afligia o dito município.

1929 – A empresa responsável pelo fornecimento de energia elétrica na cidade de Santarém pede falência. Um novo edital para a concorrência pública foi aberto para que outra empresa pudesse assumir a antiga usina de eletricidade (foto) e sanar a falta de energia, e que pudesse oferecer energia elétrica na cidade entre as 18h e as 6h da manhã.


1936 – Assume a prefeitura de Itaituba o coronel Francisco Corrêa Franco, eleito pela “Frente Única Paraense”. A posse do dito político se deu em abril deste ano, por motivo de tratamento de saúde que o mesmo fazia em Belém e que lhe forçou a adiar sua posse para esse mês.

1939 – A Prefeitura Municipal de Santarém abre concorrência pública para os serviços de roçagem e reparos na rodovia que liga Santarém à Colônia São José, bem como do ramal que liga a comunidade de Cipoal até Mojuí dos Campos.

1985 – Toma posse, a 10 de abril, o novo Prefeito de Santarém, Oti Santos. Apesar de o fazer de forma interina, o prefeito procurou enxugar a máquina administrativa. Foi substituído pelo também prefeito interino Adelerme Maués Cavalcante.