quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Notícias de Itaituba – 1925

Festejou-se aqui o Glorioso Mártir São Sebastião, sendo juiz da festa o capitão Antônio Rodrigues Lobato, Vogal do Conselho Municipal, começando as novenas no dia 11 de janeiro. 
À bordo do vapor “Santo Elias”, que fundeou neste porto a 14 de janeiro à noite, chegou o reverendo padre Frei Aloysio Walter, que veio presidir os atos religiosos. O piedoso franciscano foi recebido pelo sr. Intendente do município, que o acolheu com aquela lhaneza e boa vontade que o caracteriza como católico prático.


Na manhã de 15, celebrou Frei Aloysio a sua primeira missa, sendo esta em sufrágio à alma da inesquecível senhorita Zizi – Maria José Franco Sarmento, comungando nessa ocasião o seu venerando genitor.
Domingo, 18, houve duas missas: uma às 7h e outra as 8h da manhã.
Depois da última missa Frei Aloysio foi visitar o Cemitério de Santo Antônio, em companhia do senhor Intendente, achando-o capinado e limpo e as sepulturas bem tratadas. Ai fez oração sobre a sepultura da pranteada Zizi.
O dia da festa, 20, esteve muitíssimo concorrido, havendo algumas comunhões, batizados, crismas e casamentos.
À tarde realizou-se a procissão do grande Mártir, a qual esteve bastante concorrida.
Nesse dia recebeu o batismo católico, o menino Sebastião, nascido a 20 de janeiro de 1923, filho do capitão Antônio Rodrigues Lobato e dona Francisca Rodrigues da Silva. Foram seus padrinhos o sr. deputado Moraes Sarmento e sua esposa d. Ana Franco Sarmento.
A 21, tomou o exercício das funções de Intendente do Município, o sr. major Adrião Ferreira Caldas, vice-presidente do Conselho, em vista do sr. Intendente efetivo ter, nessa data, entrado no gozo de uma licença de quatro meses.
No dia 22 completaram o seu 34º aniversário de casamento, o sr. deputado José Joaquim de Moraes Sarmento e sua virtuosa esposa Anna Franco Sarmento.
O religioso Frei Aloysio seguiu para Aveiro, no vapor “Ajudante”, que por este porto passou no dia 21.
É juiz da festa para o ano, o sr. tenente Severo Alves de Carvalho e juiz a exma. senhora d. Maria Victoria Fontes de Caldas, esposa do sr. major Adrião Ferreira Caldas, vice-presidente do Conselho Municipal.

NOTA: Publicada no jornal A Cidade, de 21 de fevereiro de 1925

Nenhum comentário:

Postar um comentário