quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Fevereiro na História do Baixo Amazonas e Tapajós



01 – Pela Bula “Unius Apostolicae Sedis” do Papa Pio XII, é criada a Prelazia de Macapá, com área desmembrada da Prelazia de Santarém (1949).
02 – Falece em Gurupatuba (Monte Alegre) o Padre Manuel de Borba, SJ. Foi sepultado na igreja de Nossa Senhora da Conceição daquela Missão (1691).
03 – Na então vila de Faro, neste dia juramentaram-se o juiz ordinário da Câmara da Vila, Joaquim Gomes da Silva e o seu procurador , Braz Gonçalves (1800).
04 – Inauguração da Mini-Hidroelétrica de Kanebitaibiri, que passa a prover a Missão Cururu, dos índios Mundurucus de energia elétrica (1940).
05 – O Padre Sebastião Fusco então responsável pela Missão dos índios Tapajós, recebe a profissão solene dos Jesuítas Júlio Pereira e Salvador de Oliveira (1732).
06 – Chega à Monte Alegre, procedente de Prainha, para realização de vários espetáculos a trupe do “Circo Gymnastico” (1886).
07 – Começa a circular, na cidade de Santarém, o jornal “Gazeta do Norte”, redigido por Silvério Sirotheau Corrêa (1931).
08 – Perante a presença do Padre Raimundo Sanches de Brito e do comandante Militar do Baixo Amazonas, Major Roberto Aires Carneiro, com as solenidades que o momento e meio permitiam, foi inaugurada a Igreja Matriz de Sant’Ana, em Óbidos (1827).
09 – Chega à Santarém, para tomar posse como prefeito no dia seguinte, o dr. João Ismael Nunes de Araújo (1947).
10 – No clima de tensão pós-independência, a Câmara da Vila de Óbidos repreende o envio de forças vindas da Vila de Santarém, bob o comando do capitão Bibiano Luiz do Carmo, considerado pela edilidade pauxiara como um insulto dos mais escandalosos (1825).
11 – Início da Revolta de Jacareacanga, chefiada pelos militares Haroldo Veloso e José Chaves Lameirão (1956).
12 – O cônego Antônio Feliciano de Souza, diretor do Colégio Nossa Senhora da Conceição, em Santarém, faz sua defesa pública contra as acusações a ele feitas pelos senhores Miguel Antônio Pinto Guimarães e seu genro, o dr. Antônio Joaquim Gomes do Amaral (1871).
13 – Chega a Alenquer e abre a primeira visita pastoral, o Bispo do Grão-Pará, Dom Frei João de São José e Queiroz (1763).
14 – Chega à Aldeia de São José dos Matapuz (Pinhel) o sertanista João de Souza, ao que se sabe, o segundo homem a descer o rio Tapajós, vindo do Mato Grosso (1749).
15 – O Prefeito de Santarém, Elinaldo Barbosa dos Santos é assassinado dentro do gabinete da Prefeitura Municipal (hoje Museu João Fona) pelo senhor Severino Frazão, ex administrador do Mercado Municipal (1969).
16 – Carta Régia que autoriza os padres da Companhia de Jesus (jesuítas) a transferirem a Missão e Aldeia dos índios Cuçari (ou Guzary, ou Gonçari), que se localizavam nas margens do rio Amazonas (lado oposto à Monte Alegre) para onde hoje se encontra, atual município de Curuçá (1691).
17 – Com toda a pompa possível, a imagem do Senhor Bom Jesus dos Passos é solenemente transladada da Matriz da cidade de Óbidos para a nova capela a ele dedicada e inaugurada (1871).
18 – O Bispo do Grão Pará, Dom Frei João de São José e Queiroz chega a Monte Alegre e abre a primeira visita pastoral naquela paróquia (1763).
19 – Por meio do Decreto n° 54, é criado o Conselho de Intendência Municipal da Cidade de Juruti e nomeado para Presidente (e primeiro Intendente) o senhor: Dário Rodrigues de Souza (1890).
20 – Falece, na Missão Cururu, Frei Berardo Erckmann, OFM, irmão leigo, que era carpinteiro e foi responsável por várias das obras naquela missão (1920).
21 – É constituída uma Comissão Popular para angariar recursos para a construção da Igreja de São Sebastião, em Santarém (1872).
22 – O Governador Francisco Xavier de Mendonça Furtado instala a Vila de Almeirim e cria a Paróquia (ou Freguesia) de Nossa Senhora da Conceição (1758).
23 – A comissão da Assembleia Legislativa do Estado do Pará emite parecer favorável para que o Governo do Estado ajude na construção do Teatro de Santarém (Theatro Victoria), provocando reações contrárias na imprensa da capital. A ajuda, entretanto, liberada somente depois da construção do teatro, foi recusada pelos santarenos (1896).
24 – O Governador Francisco Xavier de Mendonça Furtado eleva a condição de “Lugar de Outeiro” a antiga Aldeia de Urubuquara (localizada às margens do rio com o mesmo nome), fundada pelo jesuíta Padre José Barreiros, sob a invocação de São Francisco Xavier (1758).
25 – Falece, em Belém, o historiador João Bento Veiga dos Santos, autor, entre outras obras, dos “Anuários” da Prelazia/Diocese de Santarém (1987).
26 – O médico regional de Santarém, dr. Pedro Juvenal Cordeiro, foi designado pelo governo do Estado para tratar da epidemia de varíola que assolava o município de Vigia (1896).
27 – O Governador Francisco Xavier de Mendonça Furtado instala a Vila de Monte Alegre e cria a Freguesia de São Francisco de Assis, no que antigamente era a Aldeia de Gurupatuba (1758).

28 – O Juiz de Direito da Comarca de Santarém (à época denominada de Vila do Tapajós), Dr. Joaquim Rodrigues de Sousa, sofre tentativa de assassinato por parte dos revolucionários cabanos (1836).

Nenhum comentário:

Postar um comentário